1 Transformada de Laplace - Departamento de Matemática

0%
1.2 Aplicação da Transformada de Laplace na resolução de sistemas de equações diferenciais lineares de coe ficientes constantes 18. Use a Transformada de Laplace para determinar as soluções dos seguintes sistemas de equações diferenciais que satisfazem às condições iniciais dadas. (a) (y0 1 +y2 =0 y0 2 +y1 =0
a cute kitten

Outros documentos relacionados

1 Transformada de Laplace - Departamento de Matemática
1.2 Aplicação da Transformada de Laplace na resolução de sistemas de equações diferenciais lineares de coe ficientes constantes 18. Use a Transformada de Laplace para determinar as soluções dos seguintes sistemas de equações diferenciais que satisfazem às condições iniciais dadas. (a) (y0 1 +y2 =0 y0 2 +y1 =0
Transformada de Laplace - Matemática da UFSC
uma letra min¶uscula e a sua vari¶avel por t, e a sua transformada de Laplace pela letra correspondentemaiuscula¶ easuavari¶avel. Porexemplo,astransformadasdeLaplacedas
Tabela: Transformada de Laplace - Instituto de Matemática ...
Tabela: Transformada de Laplace 1 1 s eat 1 s a tn n! sn+1 senat a s2 +a2 cosat s s2 +a2 senh at a s2 a2 cosh at s s2 a2 eatsenbt b (s a)2 +b2 eat cosbt s a (s a)2 +b2 tneat n! (s a)n+1 Uc(t) e cs s Uc(t)f(t c) e csF(s) ectf(t) F(s c) f(ct) 1 c F s c Z t 0 f(t ˝)g(˝)d˝ F(s)G(s)
LA TRANSFORMADA DE LAPLACE
{4 e 3t 10 sen 2 t}4{e 3t} 10 {sen 2 t} . 4 s 3 20 s2 4 Se establece la generalizaci n de algunos ejemplos anteriores por medio del si-guiente teorema. A partir de este momento se deja de expresar cualquier restricci n en s; se sobreentiende que s est lo suÞ cientemente restringida para garantizar la conver-
Tabela: Transformada de Laplace
Tabela: Transformada de Laplace 1 1 s eat 1 s a tn n! sn+1 senat a s2 +a2 cosat s s2 +a2 senh at a s2 a2 cosh at s s2 a2 eatsenbt b (s a)2 +b2 eat cosbt s a (s a)2 +b2 tneat n! (s a)n+1 Uc(t) e cs s Uc(t)f(t c) e csF(s) ectf(t) F(s c) f(ct) 1 c F s c Z t 0 f(t ˝)g(˝)d˝ F(s)G(s)
Transformada de Laplace & EDO - lac.inpe.br
Transformada de Laplace & EDO – p.19/26. Solução de problemas de valor inicial Exemplo: Para resolver a , aplica–se a Transformada de Laplace e obtém–se então como , tem-se que Logo, Transformada de Laplace & EDO – p.19/26. Exercícios Resolva as seguintes EDO por meio do método da
Transformada de Laplace - ufrgs.br
Estudam-se a propriedades da transformada de Laplace e seu uso na resolução de equações diferenciais. Evita-se sempre que possível o uso de conheci-mentos de variável compleza. Pressupõe-se que o estudante domine conhecimentos ... 6.3.1 Transformada de Laplace inversa de funções envolvendo expansão em séries de potências
Transformada de Laplace & EDO - INPE/LAC
Transformada de Laplace & EDO – p.19/26. Solução de problemas de valor inicial Exemplo: Para resolver a , aplica–se a Transformada de Laplace e obtém–se então como , tem-se que Logo, Transformada de Laplace & EDO – p.19/26. Exercícios Resolva as seguintes EDO por meio do método da
Propiedades de la Transformada de Laplace
eatf.t/ D Z1 0 e stŒeatf.t/“dtD Z1 0 e.s a/tf.t/dtDF.s a/I es decir, L ˚ eatf.t/ DF.s a/: (6.12) Entonces, la TL de eatf.t/es la mismaque la de f.t/, con un corrimiento hacia a. Por ejemplo: L ˚ e3tt2 D 2 s3 s!s 3 D 2.s 3/3: El símbolo s!s a se usa sólo para indicar que hay que reemplazar la variable sen todas sus ocurrencias por s a.
Transformada de Laplace - mtm.ufsc.br
Seja a uma constante. Pelo Teorema anterior a transformada de Laplace doseno hiperb¶olico deat, f(t)=senhat= eat ¡e¡at 2,¶edada por F(s)= 1 2 1
TEOREMAS DE LA TRANSFORMADA DE LAPLACE
95 Unidad 4 : Método de la Transformada de Laplace Tema 4.3 : Teoremas de Traslación Primer Teorema de Traslación () e f ()t F(s a) f t F s at ⇒ − Función Escalón Unitario
6.1: Transformada de Laplace - ufjf.br
A Transformada de Laplace será usada para resolver PVI de EDO lineares com coeficientes constantes. A utilidade da Transformada de Laplace nesse contexto reside no fato de que a transformada de f ' está relacionada de maneira simples com à transformada de f, esta relação é dada pelo Teorema 6.2.1 que veremos a seguir.
Transformada de Laplace - cin.ufpe.br
Transformada Inversa de Laplace x(t) = 1 2πj ... 1 Obtenha o par 9a da tabela 4.1 a partir do par 8a e da propriedade de deslocamento na freqüência. Monitoria de Sinais e Sistemas Lineares Transformada de Laplace 04/11/09 6 / 19. Algumas Propriedades da Transformada de Laplace
La transformada de Laplace - previa.uclm.es
Laplace demostr¶o c¶omo transformar las ecuaciones lineales NO HOMOGENEAS en ecuaciones¶ algebraicas que pueden resolverse por medios algebraicos. 1.2. Conceptos b¶asicos Denotamos al operador de Laplace por L, y como operador, actua¶ sobre una funci¶on f y devuelve otra funci¶on L[f] Deflnici¶on 1.
La transformada de Laplace - The WWW server euler.us.es
N otese adem as que de la prueba se deduce que la transformada de Laplace existe para todo t>c. La siguiente tabla de Transformadas de Laplace es de gran inter es. En ella est an las principales transformadas de Laplace que usaremos incluida la de la funci on escal on ˜c(s) de nida como 1 si x2 [0;c] y 0 en el resto.
Tabela: Transformada de Laplace - ime.unicamp.br
Tabela: Transformada de Laplace 1 1 s eat 1 s a tn n! sn+1 senat a s2 +a2 cosat s s2 +a2 senh at a s2 a2 cosh at s s2 a2 eatsenbt b (s a)2 +b2 eat cosbt s a (s a)2 +b2 tneat n! (s a)n+1 Uc(t) e cs s Uc(t)f(t c) e csF(s) ectf(t) F(s c) f(ct) 1 c F s c Z t 0 f(t ˝)g(˝)d˝ F(s)G(s)
Tabela: Transformada de Laplace - Unicamp
Tabela: Transformada de Laplace 1 1 s eat 1 s a tn n! sn+1 senat a s2 +a2 cosat s s2 +a2 senh at a s2 a2 cosh at s s2 a2 eatsenbt b (s a)2 +b2 eat cosbt s a (s a)2 +b2 tneat n! (s a)n+1 Uc(t) e cs s Uc(t)f(t c) e csF(s) ectf(t) F(s c) f(ct) 1 c F s c Z t 0 f(t ˝)g(˝)d˝ F(s)G(s) (t c) e cs f(n)(t) snF(s) s(n 1)f(0) ::: f(n 1)(0) ( t)nf(t) F(n)(s)
Transformada de Laplace - professores.deq.ufscar.br
Raízes Distintas, Reais ou Complexas Raízes Múltiplas 3 Solução de Equações Diferenciais Lineares com a Transformada de Laplace 4 Natureza Qualitativa das Soluções 5 Propriedades Adicionais das Transformadas de Laplace 6 Exemplos Equação Diferencial de Primeira Ordem (Geral) Equação Diferencial de Primeira Ordem
TRANSFORMADA DE LAPLACE - repositorio.uned.ac.cr
transformación llamada transformada de Laplace y su transformación inversa. La transformada de Laplace se define mediante una integral impropia; por tal motivo, se inicia con una sección que brinda los elementos básicos de este concepto. El formato de esta guía es semejante al del texto citado. En general, se sigue una
TRANSFORMADA DE LAPLACE: DEFINICION, PROPIEDADES Y ...
TRANSFORMADA DE LAPLACE: DEFINICION, PROPIEDADES Y EJEMPLOS´ 1. Definici´on de Transformada de Laplace Sea E el espacio vectorial de las funciones continuas a trozos y de orden exponencial (esto es, dada una funcion f(t) continua a trozos existen las constantes K y ω tales que ∀t la
TRANSFORMADA DE LAPLACE: ALGUMAS APLICAÇÕES
Lft Transformada de Laplace de f(t) s Variável complexa F(s) Função em s L-1 Fs Transformada inversa de Laplace LL-1 ft Transformada inversa de Laplace g(t) Função em t fg t Convolução das funções f e g em t ut Função unitária de Heaviside t Delta de Dirac n Função Gama B Função Beta Jt n Função de Bessel de ordem n em t
EJERCICIOS RESUELTOS DE TRANSFORMADA INVERSA DE LAPLACE
Obtenga la Transformada Inversa de Laplace, , para la siguiente función haciendo usoL-1{}Fs f t()= de tablas y propiedades. UNET, Dpto. Electrónica, Nuc. Inst. y Control. Tito González, zulaco64@gmail.com, 15 Oct 2009. Ejercicios Resueltos de Transformada Inversa de Laplace. 6 / 10.
Aula 9 Transformada de Laplace e sua Inversa. .5cm MA311 ...
Transformada de Laplace Inversa Uma função contínua fptq, para t ¥0, é unicamente determinada pela sua transformada de Laplace Fpsq. Dessa forma, podemos escrever Fpsq Ltfptqu ðæ fptq L 1tFpsqu; em que L 1tFpsqudenota a transformada de Laplace inversa. Tal como L, a transformada de Laplace inversa L 1 é linear também, ou seja,
Región de Convergencia para la Transformada de Laplace
Al reconocer que e (i!t )es senosoidal, se vuelve aparente e ˙at av determinar si la ecuación explota o no. lo que encontramos es que si ˙+ aes positivo, el exponencial av a tener una potencia negativa, lo que av a causar que esto se avya a cero cuando tavya a in nito. Pero si ˙+aes negativa o cero, el exponencial
Sinais e Sistemas - Transformada inversa de Laplace
Transformada inversa de Laplace Já foi atrás apresentada a expressão que define a transformada inversa de Laplace. Esse integral pode ser de resolução complicada. Existem métodos expeditos de obter a transformada inversa. Vamos aqui apresentar um baseado na expansão em fracções simples. Método da expansão em fracções simples
Transformada Inversa de Laplace completo - curso de teoria ...
+ 2+16 ˜+4 +8 Desarrollando como fracciones parciales = ! +"+# +4+8 Al resolver los Sis. de ecuaciones tenemos que : A= 2 , B=-1, C=-6 Al aplicar las formulas de transformada de Laplace nos da como resultado
PRÁCTICA TRANSFORMADA DE LAPLACE CURSO 2014-2015 CÁLCULO ...
PÁGINA 2 MATLAB: TRANSFORMADA DE LAPLACE Ejercicios Definición (Transformada de Laplace).‐ Sea f t una función definida para t 0 y tal que ft 0 para t 0.. Se llama transformada de Laplace de la función f t a la función:
Brincando com a Matemática Departamento de Matemática UFPE
Departamento de Matemática – UFPE 1. Alexandre Rogerio Silva de Paula; 2. Cintia Brenda Pereira da Cunha; 3. Clara Dias da Silva; 4. Cleiton Gomes Da Silva Araujo; 5. Débora Lima de Moura Ferreira; 6. Edson Lima dos Santos; 7. Eliade Rodrigues Cândido da Silva; 8. Esdras Pedro Moura da Silva; 9. Eunice Maria de Souza Silva; 10.
Faculdade de Matemática - Departamento de Matemática
3.6 Leis de De Morgan _____ 14 3.7 Diferença Simétrica_____14 ... utilizando um conjunto de regras de inferência (tais como as leis e propriedades da Lógica Matemática), é criado um conjunto de propriedades, enunciados e provados através de teoremas.
DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA - dma.ufv.br
Universidade Federal de Viçosa | DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Plano de Ensino* MAT143 – Cálculo Diferencial e Integral II 2019/I Professores: Luciana M. M. Bragança
UFC / Departamento de Matemática
José Fábio Bezerra Montenegro UFC / Departamento de Matemática e-mail:fabio@mat.ufc.br Telefone: 85-288-9884 (UFC) Fax: 85-288-9889 Maria Alice Gravina
Departamento de Matemática e Computação
getData: retorna a data do vôo (na forma de objeto) 13) A linguagem Java dispõe de um suporte nativo a vetores, que exige a definição de seu tamanho no momento da instanciação. Depois de instanciado, o tamanho do vetor não pode ser modificado. Escreva uma classe chamada Vetor cujos objetos simulem vetores de tamanho variável. A classe
DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA
= 4,00 F e V = 100 V determine (a) a capacitância equivalente, (b) a carga, (c) a diferença de potencial e (d) a energia armazenada para cada capacitor. 7. Um capacitor de capacitância C 1 = 6,00 F é ligado em série com outro de capacitância C 2 = 4,00 F e uma diferença de potencial de 200 V é aplicada através do par. (a) Calcule a
Sequências de Farey - Departamento de Matemática - UEM
são pares de Farey, então c a 1 d b bd . Note que c a 1 d b bd se,e somente se, bc ad 1. Em outras palavras, a c b d é um par de Farey se, e somente se, bc ad 1, isto é, ad e bc são inteiros consecutivos. Note que bc ad 1 é uma equação que lembra as equações diofantinas. As séries de Farey estão relacionadas a diversos resultados da ...
Exemplo de uma capa - Departamento de Matemática e ...
páginas onde ocorre o elemento. Constitui um meio auxiliar de pesquisa e complementa o sumário. Podem ser gerais ou por autores. h. Bibliografia i. Anexos Exemplo de uma capa: a. A capa deve conter: 1. O nome da instituição 2. Título do trabalho 3. A disciplina para a qual é elaborado 4. O nome do aluno (autor/es) 5. Local e data
de Coordenação do Departamento de Matemática e Ciências ...
• Elaboração de diversos documentos suporte de registo. Tendo em vista a preparação o próximo ano lectivo, iniciou-se a realização de reuniões entre o Coordenador e os Subcoordenadores que têm como referencial de trabalho: • Planos de Recuperação Objectivo: uniformizar, estabelecendo os itens a integrarem os PR
EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - Departamento de Matemática
Maria Bernadete Barison apresenta exercícios resolvidos sobre polígonos regulares em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.11c. 2005 1 ... dois arcos de circunferências com centro nos pontos A e B e com raio AB, ... dg-poligonos-re.doc
Matrizes e Determinantes - Departamento de Matemática
e por x a matriz-coluna das inc¶ognitas, temos Ax = 2 6 4 ¡2x1 +x2 +x3 4x1 +2x2 ¡3x3 ¡2x1 ¡3x2 +5x3 3 7 5 3£1 = 2 6 4 1 0 5 3 7 5 3£1: 1) O exemplo anterior pode generalizar-se (de modo evidente) para A ma-triz arbitr¶aria do tipo m£n e x vector-coluna arbitr¶ario do tipo n£1. E imediato que a matriz resultante, a¶ matriz produto ...
UFPB – CCEN – DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA
x =3 é o único ponto de descontinuidade de f. 20. a) Simb) Não c) d) Não 21. a) 3 b) Não existe c) f é contínua em 0, mas não é contínua em 3. 22. Se α=15, o limite valerá −1. 23. Se , o custo é determinado pela expressão reais. ... UFPB – CCEN – DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Author: Edson de Figueirêdo Lima Jr.
Lei de Faraday - Departamento de Física-Matemática
8.3 Lei de Faraday Figura 8.2: Superf´ıcie S apoiada no circuito C. A Lei de Faraday relaciona a varia¸c˜ao temporal do fluxo de B em S com a circula¸c˜ao de E em C. A Lei de Faraday formaliza as observa¸c˜oes men-cionadas na introdu¸c˜ao e generaliza o resultado da ultima´ se¸c˜ao. Considere um circuito C e uma su-
SEGMENTOS PROPORCIONAIS - Departamento de Matemática
construídos por: Enéias de A. Prado e Giuliano M. B Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta exercícios e resoluções sobre segmentos proporcionais em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.3c. 2005. Desenhos elussi. 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS – SEGMENTOS PROPORCIONAIS 1. SÃO DADOS TRÊS SEGMENTOS, a = 3 cm, b = 2 cm e c = 2,5 cm.
TEORIA DOS NUMEROS´ - Departamento de Matemática
Congruˆencias simultaneas e o teorema do resto chinˆes §7 Os Teoremas de Fermat e de Wilson..... 78 O pequeno teorema de Fermat O teorema de Wilson §8 Congruˆencias quadr´aticas e a lei da reciprocidade quadr´atica de Euler/Gauss..... 85 Restos quadr´aticos Um Lema de Euler O s´ımbolo de Legendre Um Lema de Gauss O s´ımbolo de ...
Tabla t-Student t - Departamento de Matematica
Tabla t-Student Grados de libertad 0.25 0.1 0.05 0.025 0.01 0.005 1 1.0000 3.0777 6.3137 12.7062 31.8210 63.6559 2 0.8165 1.8856 2.9200 4.3027 6.9645 9.9250
utilização da hp 12c - Departamento de Matemática - UFBA
Veremos através dos exemplos abaixo como calcular o número de dias entre duas datas através das teclas g DDYS , e como somar ou subtrair um número de di as a uma data utilizando as teclas g DATE. Exemplos 1) Calcular o número de d ias corridos entre 23/10/1998 e 05/02/2000. Na HP 12C: g D.MY 23 • 101998 ENTER
Departamento de Matemática e Ciências Experimentais
Conclusão | Representação gráfica de uma função constante Dado um referencial cartesiano, o gráfico de uma função constante é definido pelo conjunto G constituído pelos pontos do plano , sendo e números racionais. A equação de G é dada pela expressão e define um conjunto de pontos pertencentes a uma reta paralela ao
Lei de Ampere - Departamento de Física-Matemática
A corrente na Lei de Ampere ´e a corrente total (soma de correntes positivas e negativas depen-dendo da dire¸c˜ao), que atravessam o circuito. Correntes ”fora”do circuito n˜ao contribuem. A Lei de Ampere ´e uma das Equa¸c˜oes de Maxwell e portanto uma lei fundamental do eletromag-netismo. Podemos trivialmente verificar que a Lei de ...
dg arcos teorica - Departamento de Matemática
arcos do que com vigas retas, por isso eles são muito usados na construção de pontes e viadutos. Arcos podem vencer vãos de cerca de 300 metros e se forem metálicos podem chegar a 550 metros. TIPOS DE ARCOS EM ARQUITETURA Os arcos gótico e ogival foram muito empregados nas aberturas das catedrais góticas (portas e janelas).
POLIEDROS REGULARES - Departamento de Matemática
TETRAEDRO: O tetraedro é sem dúvida o pai de toda a família de poliedro. A partir dele se fazem todos os demais. É o primeiro sólido regular, é um sólido nuclear pois não tem uma diagonal completa. Vértices = 4 Arestas = 6 Faces = 4 triângulos eqüiláteros Ângulo diedro = 70°32'
Ficha de Trabalho - Departamento de Matemática
n – expoente: número de vezes que o factor aparece no produto. a1 =a, qualquer número pode ser escrito sob a forma de potência de expoente 1. Por exemplo, 21 =2 e 2 1 2 1 1 ⎟ =− ⎠ ⎞ ⎜ ⎝ ⎛ − . Regras das Operações com Potências 1. Potências com a mesma base Decompõe cada uma das potências em factores e indica o ...
Capacitˆancia - Departamento de Física-Matemática
• Na presenca¸ de um campo el´etrico, mol´eculas apolares se tornam polarizadas, formando pequenos momentos de dipolo na dire¸c˜ao do campo. • Mol´eculas polares tˆem seus dipolos aumentados e tamb´em alinhados com o campo. • Polariza¸c˜ao: P~ = momento de dipolo p~ por unidade de volume v P~ = p~ ∆v (4.25)
Lei de Gauss - Departamento de Física-Matemática
Cap´ıtulo 2 Lei de Gauss 2.1 Fluxo El´etrico Figura 2.1: Fluxo de E constante atrav´es de A perpendicular. (Serway) • O fluxo ΦE de um campo vetorial E~ constante per- pendicular a uma superf´ıcie A ´e definido como
Exerc´ıcios de treinamento - Departamento de Matemática
DEPARTAMENTO DE MATEMATICA -IE´ ALGEBRA I´ 1o per´ıodo de 2005 (Noturno) Exerc´ıcios de treinamento Observac˜ao: Os problemas que se seguem, marcados por * , s˜ao extra´ıdos do livro de L. H. Jacy Monteiro: Elementos de Algebra´ - c 1969, Livros T´ecnicos e Cient´ıficos Editora, Rio de Janeiro.
Carlos Tomei Departamento de Matematica, PUC-Rio arXiv ...
Departamento de Matematica, PUC-Rio∗ Abstract Originally a model for wave propagation on the line, the Toda lattice is a wonderful case study in mechanics and symplectic geometry. In Flaschka’s variables, it becomes an evolution given by a Lax pair on the vector space of real, symmetric, tridiagonal matrices. Its very special asymptotic ...
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE MATEMATICA
DEPARTAMENTO DE MATEMATICA Lista de exerc cios 2 (matrizes e sistemas lineares) - cm005 (Curso: Ci^encias da Computa˘c~ao) Professor : Luiz Carlos Matioli NOTA - Esta lista tem como objetivos: trabalhar opera˘c~oes com matrizes, re-solver sistemas de equa˘c~oes lineares e aplica˘c~oes. 1. (Boldrini pg.94) Uma maneira de codi car uma ...
Introdução à Análise Real - Departamento de Matemática
2 Análise - prólogo UFPA Deve-se ressaltar que a divisão Cálculo /Análise se impõe por questões históricas como também por motivações pedagógicas e psicológicas. Faz-se necessário considerar o amadurecimento progressivo do(a) estudante
Universidade Federal do Parana´ Departamento de Matematica´
1 Universidade Federal do Parana´ Departamento de Matematica´ Manual T´ecnico-Did ´atico Algebra Linear - CM005´ Teoria Resumida e Exerc´ıcios
DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA APLICADA - ICTE Lista 03 ...
DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA APLICADA - ICTE . Lista 03 – Cálculo Diferencial e Integral II : Profa.: LIDIANE SARTINI . 1. a) 2(t t i t t sent j tk t22+ + − + + ≤≤) ( ) cos , 0 2π b) t t t t sent t23 2+ + − ≤≤2 ( ) ,0 2 π c) t t t i t t t j t t t sent tsent k tcos 1 cos 1 2(−− + +−+ + ≤≤) ( ) ( 32 2 2) , 0 2π d) t t sent t2 + − ≤≤4 ,0 2 π
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA ...
ensino da geometria no Brasil e suas consequências, a pesquisa operacional e dissertações sobre . 16 a programação linear no ensino médio como ferramenta de ensino. Em linhas gerais, a primeira parte do primeiro capítulo propõe uma breve síntese do movimento da matemática moderna no
Resolu..o dos Exerc.cios - Departamento de Matemática
Exercício 5 (resolução com o uso de calculadora ou microcomputador): Escreva a soma de Riemann das seguintes funções nos intervalos indicados, usando a quantidade n de subintervalos na partição considerada. A seguir utilize uma calculadora ou software para calcular o valor numérico da soma.
FCTUC - Universidade de Coimbra - Departamento de Matemática
FCTUC - Psicologia Educacional II - 05/06 Condicionamento operante 1 TEORIA DO CONDICIONAMENTO OPERANTE DE B. F. SKINNER PRINCIPAIS CONCEITOS ESTÍMULO qualquer acontecimento, externo ou interno a um organismo, susceptível de ser captado pelos seus receptores e de levar a
hinos de consagração | as dimensões de um paralelepipedo retangulo sao diretamente proporcionais | como ativar oi wifi fon | unimed ituiutaba 2 via boleto |

Usamos cookies, apenas para rastrear visitas ao nosso site, não armazenamos detalhes pessoais.